Nosso Blog

Motor cansado refere-se ao desgaste interno da peça, que gera grandes folgas entre os anéis dos pistões e o os cilindros e também entre as bielas e virabrequim. Entre as características que podem indicar a necessidade de retífica do motor estão fumaça, falta de potência, ruído metálico ao acelerar, ponteira do escapamento melada de óleo, velas encharcadas de óleo e baixa compressão nos cilindros.

Outro elemento que indica que o motor pode precisar de uma retífica é o alto consumo de óleo do motor, que ocorre porque o lubrificante entra na câmara de combustão e queima junto com o combustível, resultando no que se chama de “fumaça azulada”.

Todo motor possui vida útil e diversos elementos influenciam no tempo de duração dessa peça. Dessa forma, é preciso que o motorista esteja atento aos detalhes para aumentar o tempo de vida do motor.

QUANDO FAZER A RETÍFICA

O serviço de retífica do motor refere-se a retirar essa peça do carro e desmontá-la totalmente para poder analisar todos os itens e verificar se precisam ser trocados ou não.

Para saber se o reparo vale a pena, tenha a seguinte conta em mente: se o custo da retífica do motor for igual ou superior a 50% do valor do carro, é interessante ver quanto ele vale no estado em que está. Caso contrário, o conserto é uma boa opção.

ASPECTOS IMPORTANTES NA RETÍFICA

O motor gira milhares de vezes durante seu funcionamento e por isso as peças que o compõem têm que estar dentro das medidas e tolerâncias recomendadas pelo fabricante. Para isso, o indicado é utilizar peças internas originais ou de fabricantes que forneçam para montadoras, pois o processo de produção de qualidade garante a durabilidade do serviço.

DICAS

Os cuidados com o veículo e a manutenção periódica são importantes para evitar a necessidade de fazer a retífica do motor. Para isso, fique atento à quebra da correia dentada, cheque o nível do óleo e faça a troca de óleo periodicamente.

Caso você não saiba se o motor do seu carro já foi retificado, um profissional poderá verificar as dimensões do diâmetro do cilindro e analisar se o bloco do motor admite alguma retifica. Caso permita, as opções são trocar o bloco do motor ou prensar um tubo de aço dentro do cilindro para restaurar as dimensões originais.

Analise as vantagens e desvantagens de cada processo, pesquise bastante e converse com seu mecânico sobre a melhor opção para o seu veículo.

Comentários ( 0 )

    Deixe seu comentário

    Your email address will not be published. Required fields are marked *